Site Loader
cuidados antes da cirurgia

Algo comum entre os pacientes, que consigo observar em meu consultório, é uma preocupação com o pós-operatório. Entretanto, por alguma razão — que acredito ser o despertar da anestesia —, o pré-operatório é menos questionado.

Por isso, aproveitando este novo espaço de compartilhamento de informações, preparei esta lista com cuidados pré-operatórios. Você, por exemplo, sabe quais são eles?

Nesta publicação, trarei de maneira resumida quais são as principais restrições antes de uma cirurgia plástica. Vamos lá?

Jejum


Ficar sem comer por, pelo menos, oito horas antes da cirurgia é um cuidado importante. Você sabe por quê? Durante o procedimento, devido à anestesia geral, o corpo fica sem alguns reflexos, o que é absolutamente normal, pois ela  que deixa o paciente inconsciente e impedido de sentir dor.

Dentre os reflexos que a anestesia geral bloqueia está a deglutição, ou seja, ato de ação automática de engolir e transportar o alimento pelo esôfago. O jejum evita que uma possível regurgitação aconteça durante a cirurgia.

Fumo

Não é fumante? Então já pode pular esta recomendação. Mas, se, infelizmente, você mantém esse hábito, saiba que será necessário suspendê-lo por um tempo — por, pelo menos, duas semanas antes da cirurgia plástica.

Esse cuidado pré-operatório é importante, porque o cigarro prejudica a circulação do sangue, podendo causar má cicatrização. Outro problema trazido pelo tabaco antes da cirurgia é o risco de trombose e embolia pulmonar. Ou seja, sem fumar no pré-operatório!

Medicamentos


Suspender o uso de alguns grupos de medicamentos também faz parte da preparação para a cirurgia plástica, por exemplo, os que são à base de ácido acetil-salicílico (AAS, Aspirina, Melhoral, Bufferin) e os fitoterápicos — aqueles que contém ervas (Arnica, Ginko Biloba, etc.).

Os com efeito anticoagulante devem ser cessados por, pelo menos, 15 dias antes da cirurgia. O uso de anti-inflamatórios deve ser evitado também. Na dúvida, sempre informe o seu cirurgião.

Infecção


Uma informação importante para passar ao seu médico é caso você apresente sintomas de infecções por vírus, como o caso de gripes, resfriados, conjuntivites, herpes, etc.

O ideal é comunicar, pelo menos, na semana anterior à data da cirurgia. Dependendo da situação, o procedimento cirúrgico poderá ser transferido até a resolução do quadro infeccioso.

Leia também:

Como escolher o médico ideal para o seu procedimento cirúrgico

Cirurgião plástico

Espero que você tenha gostado desta publicação e visto a importância do pré-operatório. Para esses cuidados é imprescindível buscar um médico cirurgião plástico responsável, próximo de seus pacientes e que transmita a confiança da qual você merece.

Ficou com alguma dúvida? Envie nos comentários que entraremos em contato com você!

Compartilhe nas suas redes sociais:

Post Author: inbound

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram
Twitter
LinkedIn